Conservação do Piso

Conservação do Piso

CONSERVAÇÃO DE PISOS RAD

O local mais limpo não é o que mais se limpa
… e sim o que menos se suja!

Existe uma teoria entre os administradores de locais públicos que um local que é limpo inibe as pessoas de sujá-lo e um local que já é sujo as pessoas não tem nenhum zelo para mantê-lo.

Os pisos industriais monolíticos, também conhecidos como pisos epóxi ou poliuretanos, estão sempre associados a modernidade. Empresas de primeira linha escolhem os pisos poliméricos porque:

– São monolíticos, ou seja, não tem juntas e não retém sujeiras.
– Por não ter juntas não permitem a proliferação de bactérias.
– Permite fácil a limpeza, resistindo a produtos químicos.
– Protegem o solo , não permitindo a infiltração de produtos contaminantes.
– Previne acidentes dos funcionários que tem sempre um piso adequado para seu trabalho.
– Evita manutenção e quebra de equipamentos como carrinhos, empilhadeiras.
– Suas cores servem de sinalização de áreas dentro de uma empresa.
– Tem grande durabilidade.
– Tem grande resistência mecânica o que significa anos e anos sem gasto de dinheiro.

Conservação do Piso

O que fazer para conservá-lo?

Empresas que decidem mudar para um piso epóxi tem também que mudar sua atitude em relação a conservação e está implícito no seu uso uma mensagem aos funcionários e visitantes:

“Queremos para nossa empresa um lugar moderno, limpo, saudável e de boa aparência “

Ao contrário do que se vende no mercado, os pisos poliméricos, epóxi e poliuretânicos, têm grande função estrutural, contudo com o tempo eles podem riscar, perder o brilho, impregnar sujeiras, etc. É a uma lei natural: Um material duro risca o que é mais mole.

Portanto é necessário escolher um tipo de revestimento adequado para o tipo correto de trânsito, esforço, e ação que será aplicada sobre este piso. A cor a ser escolhida também é importante. Não é aconselhável escolher uma cor clara em um local onde pode existir manchas de pneus, riscos de borracha de sapatos.

Estes riscos, contudo, não impendem que os pisos tenham sua função de planicidade, proteger contra bactérias e facilitação da limpeza. Um piso epóxi ou PU, desde que adequado para o uso, é para vida toda, contudo pode chegar um dia a necessidade de revitalizá-lo. Como todos os tipos de revestimentos , quanto mais se cuida, maior o seu tempo de uso.

Medidas para conservação de um piso epóxi.

RESUMO

– Estando limpo, aplicar apenas um rodo com pano molhado com cera de carnaúba ou teflonada.
– Lavar com água , sabão e escova.
– Aplicar uma cera líquida base água para evitar a aderência de sujeira
– Permite ser lustrado com uma  enceradeira industrial.
– Manter sempre o mesmo limpo, sem grãos de areia ou abrasivos que poderiam riscar.
– Mudar as rodas dos carrinhos de metal para de poliuretano ou pneus infláveis
– Em caso de cadeiras, trocar as rodas por rodas de PU
– Em caso de cadeiras de madeira e metal, e instalar no pé da cadeira tampão de borracha.
– Manter as empilhadeiras limpas e com pneus limpos, instalando escovas de auto-limpeza das rodas.
– Evitar o arraste de materiais pesados como tambores, paletes, etc.
– Em locais de maior concentração de impacto decidir por pisos flexíveis
– Em locais de maior incidência de sujeira escolher cores mais escuras.

É possível e fácil revitalizar um piso e a ação a ser tomada depende do estado do mesmo. Abaixo algumas práticas para o assunto:

1-O processo mais simples do simples para limpeza:encare o piso como se fosse um automóvel. Ele pode ser encerado com uma cera pastosa, tipo automotiva e depois polido com lã de carneiro. Quando estiver mais sujo pode-se usar uma massa para polir automotiva e depois polida com a cera pastosa automotiva e completar o brilho com a lã de carneiro.

2-Sujeira leve: Lavar o piso com uma escova, secar, aplicar uma cera (base carnaúba, cera teflonada e cera de polietileno) e depois polir com uma enceradeira industrial. As ceras líquidas base água também podem ser usadas, contudo, como são normalmente dispersas em polímeros acrílicos, com o tempo elas irão criar uma casca ou lamína deste polímero e podem se escamar e delaminar, tornando o piso manchado. As ceras pastosas, com o tempo tem que ser removidas pois também acabam agregando sujeira, tornando mais escuras.

3- Sujeira impreganada: Usar uma Scoth-Brite ou palha de aço na parte impregnada, lavar com detergente, enxaguar, secar, aplicar uma cera conforme mencionado acima e depois polir com uma enceradeira.

4- Alta impregnação – opção 1: Usar uma Scoth-Brite adequada para aquela sujeira como exemplo a de cor bege ou verde. Posteriormente lavar e secar. Aplicar massa para polir (automobilística) e depois retirar fazendo o polimento com máquina e lã de carneiro. Posteriormente aplicar uma cera e depois polir com uma enceradeira.

5- Alta impregnação – opção 2: Usar uma Scoth-Brite da cor preta ou uma lixa para parede 300 em toda a superfície, lavar e secar. Aplicar massa para polir (automobilística) e depois retirar fazendo o polimento com máquina e lã de carneiro. Posteriormente aplicar uma cera e depois polir com uma enceradeira.

6- Alta impregnação – opção 3: Usar uma Scoth-Brite da cor preta ou uma lixa para parede 250 em toda a superfície, lavar e secar. Com o piso limpo, seco: Aplicar o V-4001 Verniz brilhante. Aguardar 1 dia antes de usar. O produto melhora a performance a cada dia. Uma cera pode ser usada posteriormente para evitar a aderência de sujeiras ou revitalizar o brilho. Se o V-4001 for aplicado a pistola, o resultado do acabamento é fantástico, sem marca dos rolos!

7- Alta impregnação com riscos profundos: Usar uma Scoth-Brite da cor preta ou uma lixa adequada para aquele polimento em toda a superfície, lavar e secar. Aplicar nas partes afetadas o primer epóxi RASPADINHA (RESINA RL P127 X EL P622) da Polipox. Após 24 horas lixar toda a superfície e aplicar uma camada de acabamento (Pintura epóxi, Pintura PU ou Autonivelante)

Fosqueando um piso 

Muitos gostam de ter pisos brilhantes. A vantagem do piso brilhante é de ser mais fácil a conservação pois adere menos sujeiras por outro lado pisos brilhantes mostram mais as deformações do local. Em outras situações a reflexão da luz pode atrapalhar o planejamento daquele ambiente como por exemplo em teatros, museus, palcos e até mesmo em companhias com grandes áreas.

É normal que com o tempo, devido ao atrito do uso, limpeza, etc., o piso vai naturalmente tornando-se mais fosco, contudo se quiser acelerar o processo pode-se aplicar no mesmo a enceradeira industrial com elementos abrasivos da Scoth-Brite (3M). Indicamos inicialmente as cores bege e verde, contudo sugerimos testes em um pequeno lugar para determinar qual abrasivo dará o fosqueamento sem exagerar na abrasão. Veja abaixo o equipamento que normalmente pode ser usado.

FOSQUEAMENTO1

Enceradeira industrial com a base onde se coloca o Scotch-Brite (3M)

 

FOSQUEAMENTO2

Elemento verde ou bege da Scoth-Brite

 

FOSQUEAMENTO3

O elemento é fixado com na base de madeira com velcro e depois fixado no equipamento ou enceradeira industrial

 


O conjunto é adequado tanto para tirar a sujeira como para fosquear o piso, dependendo do elemento abrasivo que se escolha. Uma cera fosca a base de carnaúba e se possível teflonada pode ser aplicada. Neste caso o polimento posterior não deve ser feito. A cera serve para proteger contra aderência de sujeira.

Um piso epóxi ou poliuretano da Polipox, se bem cuidado, é para sempre!

Outros produtos Polipox